workshop_posporno_thumb_site

Cine clube póspornô + debate-papo

Acontece
Terça, 04.07.2017

Arte e Ativismo na América Latina – ano II (2017)

Dando continuidade à programação paralela à exposição “Os corpos são as obras” – em cartaz na Despina até 4 de agosto -, convidamos todxs para um Cine Clube Despina especial, que acontece na próxima terça-feira, dia 4 de julho, a partir das 19h30.

Corpos dissidentes. Corpos como armas bélicas. Fabulações marginais de prazeres da carne. Um novo imaginário do corpo, do sexo e das práticas pornográficas. Eis o cineclube pós-pornô.

Debate-papo: Andiara Ramos Pereira, Nathalia Gonçales e Kleper Reis.

Filmes

Reivindico meu direito a ser um monstro – Susy Shock

Poema lido no Festival pela Despatologização das Identidades Trans na cidade argentina de La Plata, 2011.

Indecencia Transgenica – Hija de Perra & Perdida

Atenção! Se o sexo fora da ordem “natural” te ofende, se você é da opus dei, se você é homofóbico ou se sua moral não te permite, abstenha-se de ver este vídeo.

Conjuro Sapatâniko – Marina Murta e Nina Rodrigues
Em uma noite de lua nova, duas sapatonas se unem para praticar conjuros contra o cistema normativo heterocapitalista. A força orgástica sapatão combatendo a dominação das terras e dos corpos dissidentes da heterossexualidade compulsória, incitando a rebeldia e resistência sapatanicas y agrofanchas.

Latifúndio – Érica Sarmet
Área demarcada, regulada e vigiada do Estado, o corpo é a nossa primeira propriedade privada. Vasto, amplo, oferece múltiplas possibilidades de criação e construção, mas acaba reduzido a práticas sexuais e corporais monocultoras. E se nós invadíssemos o corpo? Para a reforma agrária sexual você precisará de carvão, ovos e tinta vermelha.

Extética – nishmi
sobre adequar-se a padrões
sobre normalizar nossos corpos
(tamanha doutrina)
angústias estéticas há muito guardadas.
sobre liberdade.

Tarta nupicial – Lu Muzzin, Fernanda Guaglianone, Ph lau gam

Vídeo-registro de ação realizada na cidade argentina de La Plata, 2012. Um percurso por lugares historicamente utilizados como cenários para legitimar o ritual do casamento normativo.

‹ X-MɅNɅS › – Clarissa Riberiro
Recife, 2054. No submundo os dissidentes sexuais, bichas bandidas, travestis, sapatonas boladas e todos os corpos marginalizados bolam um plano para destruir a cisheteronorma.

Lemebel – Joanna Reposi
O itinerário traçado pelo ativista, artista e escritor chileno Pedro Lemebel indica um caminho marcado pela dor, uma incursão pelas feridas de um passado que ainda insiste em fazer turno.

Coletivo Coiote e Anarcofunk na Cinelândia

Korpos enquanto armas bélicas
Matéria envolvente entre espaço-tempo
Desprogramadxs do desejo de consumo hetero-capital-cri$tão
Desejantes de um devir selvagem
Korpos em festa

Bios

Andiara Ramos Pereira (Dee Dee) é membro da Coletiva Feminista Maria Bonita RJ, responsável pela organização da I Mostra Pós Pornô (R)Existentes e outros eventos de pós-pornografia na cidade do Rio de Janeiro. Compõe os grupos de pesquisa Práticas estético-políticas na arte contemporânea/UFF e Trauma, subjetividade e políticas de reconhecimento/UniRio. Possui pesquisa voltada para as intersecções entre Arte, Gênero e Política.

Nathalia Gonçales compõe o CineQueer e NuSex – Núcleo de Estudos em Corpos, Gêneros e Sexualidades. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social do Museu Nacional da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Pesquisa temáticas relacionadas a ficções sexuais, arte, performance e políticas do corpo.

Kepler Reis é algo entre o visível e o invisível. Artífice e observador da vida em ação, arte em vida. Promove encontros coletivos semanais tendo como grande matriarca o Yoga. Membro fecundador da Casa Sapucaia, uma realizadora de sonhos em criação. Pequeno Agricultor Urbano, Curandeiro e Gente em formação. Desenvolvendo o processo curativo “CU É LINDO”, segundo movimento da trilogia “A Santíssima Trindade ou Em Nome do Pau, do Cu e da Buceta, Adão” e reencontrando os caminhos do processo curativo “A Revolução Começa Na Cozinha”. Estudou teatro, dança, circo, alimentação viva, yoga e artes visuais. Exercitando ahimsá e santośa.

Serviço

Cine Clube pós-pornô + debate-papo
(parte da programação da exposição “Os corpos são as obras”)
Quando: terça-feira, 4 de julho
Horário: das 19h30 às 22h30
Local: Despina | Largo das Artes
Rua Luis de Camões, 2 – Sobrado
Centro – Rio de Janeiro
Entrada gratuita