Adriana Nascimento

Curadores em residência
02.01.2019 - 31.01.2019

Vive e trabalha em São João Del-Rei, Minas Gerais, onde é professora e pesquisadora na UFSJ (Universidade Federal de São João Del-Rei).  Atua como investigadora de processos urbanos, urbanização e urbanidades. Durante a sua formação e práticas profissionais, tem estudado a relação artecidade/arteurbanidade. Seu processo de pesquisa é pendular, atuando em frentes distintas por cada fase da vida/projeto, e tem sido tanto o da deriva, quanto o da apropriação, da experiência e o da vivência com uma escrita/narrativa que se busca autoral e, portanto, parcial. Simultaneamente à sua pesquisa, orienta dissertações no programa de mestrado interdisciplinar da UFSJ, articuladas ao projeto Intervenções Efêmeras em Contextos Urbanos: A ação cultural e artística na transformação da imagem da cidade.

Seu projeto de curadoria para a residência na Despina é do olhar sobre o urbano. Questiona o lugar do urbano na contemporaneidade e o que é o urbano, que não é, necessariamente, a cidade. Para além de uma curadoria de trabalhos e obras de arte, a proposta aqui é a de criar, com participação colaborativa, uma espécie de inventário de leituras urbanas num processo inter e transdisciplinar de exposição-arquivo-entrevistas sobre o tema: Urbanidades Latino-Americanas. Propõe elencar alguns possíveis modos sobre como as urbanidades latino-americanas vêm sendo expressas em diferentes campos do conhecimento, incluindo o artístico e urbanístico.  Dentre os seus questionamentos, destacam-se: Que linguagens abarcam tais complexidades? O que dizem a respeito da urbanidade? Que elementos urbanos dignificam a cidade? A presença da natureza oferece urbanidade? E a sua ausência? Como aparecem representados, incorporados ou mesmo rejeitados em distintos campos disciplinares? Abstrato, real, imaginário? Que repertórios e referências?

A residência de um mês é um dos momentos (espaço-tempo) desse processo de criação, de montagem-colagem dos excertos levantados, como anotações em partitura para um concerto, ainda a ser executado. A exposição-arquivo-entrevistas que dela resulta é um momento posterior: documento, memória e registro.

Além do nosso site, acompanhe todo o processo em:
Urbanidades Latinoamericanas (Página no Facebook)
Instagram: @adriana.nascimento.arq

Esta residência conta com o apoio da UFSJ / PROEX (Pró-Reitoria de Extensão) e dos seguintes assistentes/orientandxs: Pedro Azalim, Nalu Carvalho, Alice Saute Leitão e Luciana Canavez.

Galeria de fotos
em breve

Apoio